A Economia dos Ecossistemas e da Biodiversidade para Políticas Locais e Regionais

Apresentado em Curitiba, nesta quinta-feira, o Relatório inédito do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente demonstrando que serviços ambientais podem economizar tempo e dinheiro para a economia dos estados e municípios.

Contratações Sustentáveis

Foi lançado nesta quinta-feira 09/09 simultaneamente em Curitiba (PR), na Bélgica, Índia, Japão e na África do Sul, o relatório – A Economia dos Ecossistemas e da Biodiversidade para Políticas Locais e Regionais (The Economics of Ecosystems and Biodiversity – TEEB), uma grande iniciativa internacional para chamar a atenção para os benefícios da economia global da biodiversidade, destacar o custo crescente da perda da biodiversidade e degradação dos ecossistemas. Neste relatório 140 especialistas das áreas de ciência, economia e política de mais de 40 países concluíram que os serviços ambientais podem impulsionar as economias locais, gerar milhões de novos empregos e melhorar a qualidade de vida nas cidades.

O documento reconhece e recorre a dados e exemplos para demonstrar que ecologia e economia não só podem, como devem, caminhar juntas nas políticas públicas. E chama a atenção em três aspectos para as quais as políticas públicas precisam estar voltadas: a distribuição dos benefícios da natureza, o uso do conhecimento científico disponível e o engajamento dos gestores e das comunidades envolvidas nas ações de preservação.

Esse é o primeiro de uma série de cinco relatórios, que serão levados à Convenção da Biodiversidade (COP-10) em Nagoya, no Japão.

Fonte: Ministério do Meio Ambiente

Relatório TEEB: http://www.teebweb.org

Continua depois da publicidade
Seja o primeiro a comentar
Utilize sua conta no Facebook ou Google para comentar Google

Assine nossa newsletter e junte-se aos nossos mais de 100 mil leitores

Clique aqui para assinar gratuitamente

Ao informar seus dados, você concorda com nossa política de privacidade

Você também pode gostar

Continua depois da publicidade

Doutrina

A LINDB esvaziada

Não é novidade que o aparato de controle e de repressão da Administração Pública nunca se animou com as alterações promovidas na LINDB pela Lei n. 13.655/2018. Tanto é verdade...

Colunas & Autores

Conheça todos os autores